Controlo de Pragas na Restauração

O controlo de pragas na restauração

O setor alimentar (restauração) é um dos setores em que o controlo de pragas é essencial para a vitalidade do negócio. De acordo com o Regulamento N.º 852/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho de 29 de abril de 2004 relativo à higiene dos géneros alimentícios, as empresas da área alimentar/restauração devem adotar um conjunto de medidas e procedimentos para efetuar controlo de parasitas e pragas.

As pragas mais comuns na restauração são roedores, baratas, formigas e moscas. Estas espécies podem tornar-se perigosas para a saúde e para o seu negócio, levando à perda de lucros, de clientes, de stock e ainda a danos na sua reputação.

Uma possível infestação pode trazer consequências ao seu negócio que se podem revelar irreversíveis. Uma infestação de pragas no seu restaurante pode resultar numa queixa feita por clientes. Isto, para além de destruir a reputação do seu estabelecimento, irá acionar uma inspeção ao local por entidades como a ASAE.

Para além disto, as pragas, quando em contacto com alimentos, podem contaminá-los com doenças, vírus e bactérias que põem em causa a saúde dos seus clientes e dos seus empregados. Se suspeitar que algum alimento tenha estado em contacto com algum tipo de praga, deve descartá-lo imediatamente.

Como Posso controlar as pragas no meu restaurante?

Para manter estas pragas afastadas e proteger o seu negócio deve ter muita atenção à limpeza do espaço e, preferencialmente, contratar uma empresa especialista em controlo de pragas e desinfestação.

Estes profissionais, de acordo com a situação e o tipo de praga, poderão aconselhar diversos métodos de controlo, combate e prevenção

Para manter o seu espaço seguro e todos os que nele se encontram, peça sempre ajuda profissional de uma empresa de controlo de pragas.